Campanha de reutilização de óleo de cozinha ganha reforço

São Paulo já totaliza 1.423 pontos de entrega, fomentando a produção de biodiesel, de tintas e de sabão ecológico
Reciclagem
Publicado em: 16/01/2019

A Associação Brasileira das Indústrias de Óleos Vegetais (Abiove), em parceria com as empresas de alimentos ADM, Bunge, Cargill, Imcopa e Louis Dreyfus e o Sindicato da Indústria de Óleos Vegetais (Sindoleo), lançou um site com informações sobre a reutilização de óleo de cozinha.

Por meio do endereço www.oleosustentavel.org.br, os usuários têm acesso a informações de caráter educativo sobre o armazenamento e o descarte correto, bem como ao passo a passo para a coleta, indicação de pontos de entrega e esclarecimentos sobre os benefícios da reciclagem do óleo para o meio ambiente e o bem-estar da população.

A página também apresenta boletins informativos sobre as ações ambientais das empresas que participam da iniciativa, além de curiosidades a respeito do uso do óleo de cozinha, vídeos educativos e reportagens sobre os destinos desse resíduo. No primeiro vídeo, a dona de casa Regina ensina como fazer a coleta do óleo usado:

Passo a passo do descarte e entrega do óleo de cozinha:

1° – Deixe o óleo esfriar por pelo menos 30 minutos

2° – Passe o óleo usado em uma peneira e funil, para tirar resíduos de alimentos, e armazene em garrafa pet

3° – Feche a garrafa para evitar odores e insetos

4° – Limpe a panela com um guardanapo de papel e descarte-o no lixo orgânico

5° – Leve ao ponto de entrega (conheça os endereços no estado de SP no site: www.oleosustentavel.org.br/pontos-de-entrega)

Ao todo, já são 1.423 pontos de entrega no estado. O óleo coletado é levado para cooperativas de catadores e indústrias de reciclagem, e destinado à produção de biodiesel e como ainda como insumo para outras aplicações, incluindo a fabricação de tintas e de sabão ecológico.

De acordo com a coordenadora de sustentabilidade da Abiove, Cindy Moreira, há diversos benefícios em descartar corretamente o óleo. "Nosso intuito é preservar a natureza e fazer dessa ação um hábito da população para que não joguem o óleo no ralo da pia, do banheiro ou no lixo. Além disso, as embalagens de plástico, geralmente PET, são enviadas para cooperativas de catadores credenciadas, onde são separadas e destinadas a indústrias recicladoras".


Postar comentário