Campanha estimula cuidados com a saúde dos rins

Conheça fatores de risco e práticas de prevenção
Da Redação / Ecológico – redacao@revistaecologico.com.br
Saúde
Publicado em: 14/03/2019

Nesta quinta-feira (14) é comemorado o Dia Mundial do Rim. A data foi idealizada pela Sociedade Internacional de Nefrologia com o objetivo de reduzir o impacto da doença renal em todo o mundo.

Com o tema “Saúde dos rins para todos”, a proposta este ano é ressaltar a importância da saúde renal e conscientizar as pessoas sobre a necessidade da prevenção e diagnóstico precoce.

Para o presidente da Sociedade Brasileira de Nefrologia (SBN), Marcelo Mazza, essa é uma oportunidade para levar informação às pessoas e falar da situação dos pacientes com doença renal crônica. “Estamos empenhados ao máximo em manter e ampliar o sucesso que essa data representa para os nossos pacientes e a comunidade nefrológica brasileira.”

Os médicos alertam que a saúde dos rins é fundamental para que nosso organismo elimine toxinas e mantenha um equilíbrio hídrico constante, eliminando o excesso de água, sais e eletrólitos, de forma a evitar o aparecimento de inchaços e o aumento da pressão arterial.

Os rins também são responsáveis pela produção de alguns hormônios, como a eritropoetina, que participa na formação de glóbulos vermelhos. Eles atuam ainda na produção da vitamina D, que ajuda a absorver o cálcio para fortalecer os ossos, e da renina, que é importante para regulação da pressão arterial.

Prevenção

Por tudo isso, é fundamental conhecer e evitar fatores que podem levar à Doença Renal. Os principais são a hipertensão arterial, o diabetes e doenças familiares.

Mas, conforme a Sociedade Brasileira de Nefrologia, obesidade, fumo e uso de medicações nefrotóxicas também podem comprometer a função renal. A SBN recomenda algumas práticas para proteger a saúde do rim. Confira:

  • Praticar exercícios físicos regulares;
  • Evitar o excesso de sal, carne vermelha e gorduras;
  • Controlar peso corporal, pressão arterial, colesterol e glicose;
  • Não fumar nem abusar de bebida alcoólica;
  • Evitar o uso de anti-inflamatórios não hormonais;
  • Realizar, uma vez por ano, exames laboratoriais para avaliar a saúde dos rins: dosagem de creatinina no sangue e análise de urina;
  • Consultar regularmente seu clínico;
  • Não fazer uso de medicamentos sem prescrição médica;
  • E claro: manter-se sempre hidratado.

Postar comentário