92% dos brasileiros querem se hospedar numa acomodação ecológica este ano

Booking.com divulga relatório de viagens sustentáveis de 2019
Da Redação / Ecológico - redacao@souecologico.com
Sustentabilidade
Publicado em: 04/07/2019

Quase 8 em cada 10 (72%) dos viajantes brasileiros acreditam que as pessoas devem mudar seus hábitos agora e fazer escolhas mais sustentáveis de viagem se quiserem preservar o planeta para as futuras gerações. Além disso, 75% declaram que este ano se sentem mais determinados a fazer escolhas sustentáveis de viagens do que há um ano. Isto é o que revela o relatório anual de viagens sustentáveis da Booking.com, uma das maiores plataformas digitais de viagem. As opiniões dos viajantes fazem muito sentido, principalmente se pensarmos no relatório especial publicado em 2018 pelo IPCC (Intergovernmental Panel on Climate Change), que afirma que o mundo tem pouco mais de uma década para restringir o aquecimento global em 1,5°C acima dos níveis pré-industriais, além de informar que os riscos de inundações, secas e calor extremo irão piorar significativamente.

Acomodações verdes

Com o objetivo de incentivar o conceito de viagem sustentável, as acomodações sustentáveis estão ganhando cada vez mais público, com quase a totalidade (92%) dos viajantes brasileiros afirmando que pretendem se hospedar ao menos uma vez em uma acomodação verde ou ecologicamente correta – um número que cresce todos os anos na pesquisa da Booking.com. Em 2018, 85% dos brasileiros haviam dito que procurariam uma acomodação sustentável contra 83% em 2017. Além disso, 86% dos viajantes brasileiros afirmam que teriam mais chances de reservar uma acomodação já sabendo que ela segue práticas sustentáveis, mesmo se não estivessem procurando por uma.

Foto: Booking.com
Foto: Booking.com

No entanto, quando a proposta é identificar uma acomodação sustentável, quase 67% dos viajantes do país dizem que não costumam ver ícones informando que as acomodações são sustentáveis, enquanto 41% afirmam que uma padronização internacional para classificar e identificar esse tipo de acomodação ajudaria a incentivar mais esse conceito. Inclusive, 8 em 10 (81%) viajantes brasileiros gostariam de ficar em uma acomodação sabendo que ela é classificada como "acomodação verde ou sustentável".

Dificuldades sustentáveis

Apesar da boa intenção, nem tudo são flores na hora de tentar ser um viajante sustentável. O relatório também mostra as barreiras mais comuns enfrentadas pelos viajantes ao tentar fazer escolhas sustentáveis:

As empresas de turismo têm um papel importante na opinião dos viajantes brasileiros, e 86% deles acreditam que essas empresas deveriam oferecer mais alternativas de viagem sustentável. Em compensação, quase metade (46%) considera mais difícil escolher opções sustentáveis durante as férias do que no dia a dia e aproximadamente 1 em cada 5 (21%) viajantes brasileiros admite que suas férias são um momento especial e não quer se preocupar com sustentabilidade nesse período.

De aspirações a ações

Pesquisas indicam que os viajantes do país poderiam se interessar mais por opções sustentáveis caso incentivos financeiros fossem oferecidos, como redução de impostos, ao escolher opções sustentáveis (57%). Esse resultado se aproxima dos sites de reservas on-line que oferecem um filtro para opções sustentáveis ou ecologicamente corretas (62%).

Quanto às experiências no destino, 68% dizem que agora costumam repensar suas atitudes para ser mais sustentáveis ao viajar, como caminhar, usar bicicleta ou fazer trilhas sempre que possível. Além disso, 81% gostariam que o investimento na viagem possa de alguma forma ter um retorno direto para a comunidade local.

Da mesma forma, 80% dos viajantes brasileiros procuram experiências autênticas que representem a cultura local, 55% gostariam de ver a indústria de turismo compartilhando dicas sobre como ser mais sustentável durante a viagem e 66% dizem que se souberem de alguma alternativa para compensar a pegada de carbono na sua acomodação durante as férias, eles fariam parte.

"Realizamos esta pesquisa já há quatro anos e é motivador verificar que o viajante brasileiro está cada vez mais preocupado com a diminuição dos impactos causados por suas férias. No entanto, vemos que a indústria ainda tem pela frente desafios para enfrentar", diz Luiz Cegato, gerente de comunicação da Booking.com para a América Latina.

Metodologia:

Pesquisa encomendada pela Booking.com e conduzida de forma independente entre uma amostra de adultos que viajaram nos últimos 12 meses/planejam viajar nos próximos 12 meses. No total, 18.077 pessoas foram entrevistadas em 18 mercados (mais de 1.000 do Brasil, Canadá, China, França, Alemanha, Índia, Indonésia, Itália, Japão, México, Países Baixos, Coreia do Sul, Espanha, Taiwan, Reino Unido, Estados Unidos, e 883 em Israel). Os entrevistados preencheram uma pesquisa on-line em fevereiro e março de 2019.


Postar comentário