De olho no futuro: a importância das marcas na criação de uma cultura sustentável

Diretora de marketing da Bio Mundo fala sobre o papel das empresas em desenvolver ações de sustentabilidade e preservação do meio ambiente
Da Redação / Ecológico - redacao@souecologico.com
Sustentabilidade
Publicado em: 14/06/2019

Você já pensou o que acontece com a sacolinha ou garrafa plástica depois de usá-la? Essa é uma questão fácil de responder. De acordo com dados da ONU, o plástico representa 80% do lixo marinho. Segundo o Fundo Mundial para a Natureza (WWF), o Brasil é o 4º maior produtor de lixo plástico do mundo, produzindo 11 milhões de resíduos por ano, desse número, apenas 1,2% é reciclado.

Domínio público
Domínio público

A pergunta difícil é “o que fazer para diminuir essa produção astronômica de lixo?”, já que a WWF aponta que mais de 104 milhões de toneladas de plástico poluirão o ecossistema até 2030. Neste cenário, empresas e marcas tem o importante papel não só de criar ações para preservar o meio ambiente, mas também de conscientizar os consumidores. Para a Diretora de Marketing da Bio Mundo, Adriana Mothé, criar uma cultura sustentável foi um ponto chave para o desenvolvimento e crescimento da rede de lojas.

“Desde o nascimento da Bio Mundo nossa missão é promover saúde e bem estar através de uma alimentação saudável, mas junto a isso, também devemos prestar atenção nas questões de sustentabilidade e de preservação do meio ambiente para atendermos nosso público como um todo. Então criamos vários meios para colocar em prática esses nossos valores, foi o que nos ligou com nossos clientes e parceiros”, explica Mothé.

Apresentar novas formas de consumo aos clientes, que evite o desperdício e diminua o uso de plástico, é um dos caminhos que as marcas podem seguir para criar uma cultura sustentável. Por exemplo, a Bio Mundo optou por trazer um modelo de negócios que destaca a venda de um enorme mix de produtos a granel. “Neste formato, o cliente consegue levar exatamente a quantidade que quer, diminuindo as chances do produto estragar e não ser utilizado. Ainda incentivamos que ele leve o próprio recipiente que usará para colocar os itens, para não ser necessário o uso de embalagens plásticas”, comenta a diretora de marketing.

Para Adriana Mothé não basta ter algumas ações sustentáveis pontuais. “As marcas hoje em dia devem buscar se conectar com essa cultura de sustentabilidade e qualidade de vida. Basta ver toda discussão que envolveu os usos de canudos plásticos recentemente. Estamos em um momento em que o consumidor está preocupado com o futuro do planeta, e as marcas devem estar à frente dessa mudança cultural”, diz.

O consumidor está cada vez mais consciente do seu papel com o meio ambiente. “Um dado que podemos destacar é o da procura por canudos de inox, que cresce cerca de 10% ao mês na rede. A Bio Mundo também iniciará uma campanha mais agressiva em meados do ano de 2019. Vamos incentivar os clientes a levarem cada vez mais seus próprios recipientes na hora da compra”, comenta Mothé.

Os comportamentos sustentáveis das empresas não devem ser focados apenas nas ações para o público. Adriana destaca que a marca deve tomar de pequenas a grandes atitudes, internas e externas. Dentro da Bio Mundo, são utilizados papéis recicláveis, sacolas biodegradáveis, lâmpadas de LED, entre outros procedimentos para preservar o meio ambiente e evitar desperdícios.

“Todos procuramos formas para preservar a natureza e o meio ambiente. Na Bio Mundo queremos ajudar a população nessa busca por uma vida melhor”, Conclui a diretora de marketing, Adriana Mothé.

Fonte: Dezoito com


Postar comentário