O pensamento sustentável de Eliezer Batista

Eliezer Batista: "O ser humano é capaz de ser engenheiro de seu próprio futuro.

Hiram Firmino - redacao@revistaecologico.com.br
Memória Iluminada
Edição 110 - Publicado em: 05/07/2018

No belíssimo e garimpeiro livro “Conversas com Eliezer”, o fundador, ex-presidente e “pai” da mineradora Vale se revela como uma lição de humildade. Um exemplo de tenacidade e perseverança na vida, no amor ao próximo e na esperança férrea no Brasil. Natural de Nova Era (MG) e pai de sete filhos, após ter levado a mineração brasileira, leia-se Projeto Carajás, à excelência mundial, quando não estava no Rio de Janeiro, “aconselhando” o Conselho Empresarial para o Desenvolvimento Sustentável (CEBDS), que também ajudou a criar, ou dando aulas de logística ainda na Vale, Eliezer Batista se refugiava na sua reserva ecológica em Pedra Azul, no Espírito Santo. É ali que, desde que tinha a companhia de sua mulher Jutta, ele reunia e cultivava quatro das suas grandes outras paixões na vida, além da mineração: família, literatura, música e botânica. É onde, em torno deste ambiente familiar, ele ergueu seu santuário às letras e à natureza. Era a sua Alexandria particular, com mais de 200 livros e publicações sobre botânica, seu hobby preferido. O que explicava seu amor mineral ao desenvolvimento socioeconômico, mas sem destruir a natureza. Sem destruir, principalmente, a flora, a fauna e o ser humano. Um recado, antigo, hoje moderníssimo que, sem alarde, como convém ao seu estilo mineiro e reservado, ele sempre nos deu. Eliezer se encantou no dia 18 deste mês, aos 94 anos, no Hospital Samaritano, Zona Sul do Rio de Janeiro.

Relembre conosco suas mensagens:

Engenharia e poesia

“A engenharia sempre me remeteu a uma só palavra: realização. Eu rimava engenharia com poesia. Ser engenheiro era ser poeta.”

“O poeta faz da soma de seus versos sua obra; o construtor faz da soma de suas obras o seu verso. O engenheiro é o poeta do concreto.”

“Foi esse o espírito que procurei disseminar na Vale. Naquele momento, estávamos escrevendo a grande obra de nossas vidas. Estávamos erguendo a Notre Dame da logística e da extração mineral. E tínhamos consciência disso.”

“Ao contrário do poeta, um solitário na dor e no ofício, o engenheiro é uma espécie que vive em grupo. Sozinho, o homem apenas reza; acompanhado, constrói sua própria igreja.”

“O ser humano é capaz de ser engenheiro de seu

próprio futuro.”

Dias Medievais

“Colocar a Vale do Rio Doce de pé não foi apenas um desafio da engenharia; por vezes, era um trabalho para Fernão Dias Paes Leme, Bartolomeu Bueno da Silva e Cia. Como bandeirantes, precisávamos nos embrenhar por vegetações fechadas, hostis ao avanço do homem.”

“Eram dias medievais. Morávamos todos dentro de vagões, no meio da linha. Ficávamos dias no meio do mato, sem banho, bebendo água suja. Até macaco pegava malária.”

Comunista

“A Revolução Militar não tardaria a bater na minha porta. Minha saída da Vale estava selada. Para os militares, eu era um comunista de carteirinha com retrato do tovarishtsu Lênin na parede.”

“Aos olhos do novo regime, a participação no governo de João Goulart e o prosaico fato de eu ser fluente em russo já eram por si só suficientes para me tingir de vermelho da cabeça aos pés.”

“A maneira como administrava a Vale também ajudou a alimentar a pecha de comunista que me foi imputada pelos militares.”

“Desde que entrei na Vale, não só acompanhei de perto como senti na pele os efeitos das difíceis condições de trabalho. Ficávamos dias no meio do mato, distantes de qualquer sinal de civilização.”

“Ao assumir a presidência da companhia, elegi como prioridade dar o máximo possível de segurança e conforto aos funcionários e seus familiares. Construímos habitação, escolas, hospitais e áreas de lazer. Não fazia isso apenas para ser magnânimo. Havia um interesse corporativo por trás de todas estas ações.”

“Qualquer trabalhador que vê sua família vivendo com dignidade produz mais e melhor. Desta maneira, criamos o surrado, porém indispensável, conceito de vestir a camisa.”

Grande família

“A Vale era uma grande família. Esse espírito não surgiu da noite para o dia. Foi fruto de um enorme sacrifício coletivo. Cada um dos funcionários sabia que estava gerando riquezas não apenas para o acionista controlador, no caso o governo, mas também para o Brasil, principalmente, para si próprio.”

“Não estávamos construindo um botequim, mas uma catedral.”

Calvário

“Acompanhei a trajetória dos mais humildes trabalhadores que, com seu esforço, conseguiram fazer de seus filhos médicos, advogados ou engenheiros. Isso sempre foi um dos meus maiores orgulhos. Mas, para os militares, na época preocupação social era coisa de comunista. Fiquei marcado por causa de todo esse trabalho. Eu era um vampiro socialista no educandário do Rio Doce. Meu destino provável eram as masmorras. Fiquei aguardando a hora da prisão.”

“Antes de sair da Vale, tive muitas subidas ao calvário. Sofri pressões por todos os lados. As lideranças sindicais de outras áreas queriam minha pele. Consideravam-me um traidor.”

“Em 1963, haviam estourado mais de mil greves no país. No entanto, nunca houve um caso de paralisação na Vale, o que reputo ao forte espírito familiar que reinava dentro da empresa.

Os demais sindicatos, porém, viam esse fato com indignação.”

“Por defender com firmeza os direitos dos empregados, o que fazia pensando na saúde da companhia, acabei taxado de comunista no golpe de 1964.”

Política

“A esquerda e a direita são separadas por suas visões e unidas por sua cegueira. Assim conta a história do Brasil.”

“Nunca fui de me afeiçoar à política. Essa prática dos homens que, como dizia Voltaire, muitas vezes tem sua fonte antes na perversidade do que na grandeza do espírito.”

Aprendizagem

“O saber é a soma da oportunidade com a necessidade e o desempenho. Admitir a ignorância é o primeiro passo da sabedoria.”

Auto-estima

“Somos um povo com sérios problemas de auto-estima, sempre fadado a ser uma nota de rodapé nas páginas da história. Desde que entrei na Vale, busquei galvanizar a ideia de que nem eu e nem meus colegas éramos inferiores a ninguém.”

“Falta de conhecimento não é atestado de incompetência, mas apenas conseqüência de um conjunto de variáveis, como dificuldade de acesso e limitações de ordem financeira.”

Sustentabilidade

“Além da contínua preocupação em gerar valor para a companhia, já praticávamos o modelo de desenvolvimento sustentável muito antes de o conceito encontrar sua formulação.”

“Em muitas regiões, a companhia foi o único agente promotor de desenvolvimento social, econômico e ambiental. Até então, muitos dos nossos trabalhadores viviam em condições quase miseráveis, sem saneamento, hospital e escola.”

Negócios

“Quando um negócio não é bom para todas as partes, não é business, é monkey business.”

Oportunidades

“O homem não tropeça nas oportunidades apenas pela engenharia do acaso. Oportunidade, já dizia Francis Bacon, é algo que não se encontra; cria-se.”

“Onde muitos só conseguiam ver pontilhados, uma ponte e um rio, Monet enxergava a vida. Onde muitos veem apenas um porto ou um navio, nós sempre vislumbramos educação, saúde, saneamento, infraestrutura, energia, desenvolvimento e riqueza para o Brasil.”

Humildade

“Apenas os homens que jamais construíram obra alguma não têm o direito de se copiar. Sempre tive humildade de abrir mão dos projetos inexequíveis e orgulho de repetir minhas ideias e ações

mais bem-sucedidas.”

“Só as pedras não mudam de opinião.”

Identidade

“Eu não era nem o vermelho que os militares imaginavam e nem o anjo caído representante do diabólico império que a esquerda fantasiava. Mas, depois de 11 anos de incontáveis travessuras no exterior e exílio do fog europeu, havia me tornado um personagem nublado, que pouco se expunha ao sol tropical. Na própria Vale, àquela altura, muitos sabiam o que eu era. Poucos sabiam quem eu era. O que, aliás, nunca me desagradou.”

Família

“Jutta e eu tínhamos os mesmos hobbies. O maior deles, a botânica. Ao construirmos a reserva ambiental de Pedra Azul, Jutta e eu levantamos o nosso próprio templo.”

“Ter filhos é chegar ao céu; ter netos é tocar a mão de Deus. Ser avô representa o momento mais divino da vida de um homem. Os netos são os filhos elevados ao exponencial.”

“Torço para que meus netos proporcionem a seus pais a mesma alegria que meus filhos me trouxeram. Há duas grandes satisfações na vida de um homem. São elas: deixar uma grande obra e ter filhos que o superem, no caráter, na vida e nas realizações.”

Angústia

“A obra inacabada é a angústia suprema do engenheiro.”

Carajás

“Carajás foi uma dessas realizações que valem por uma vida. Além de um grande passo para a mineração e a economia brasileiras, o projeto mostrou como o planejamento pode se sobrepor à descrença e ao risco de fracasso.”

“Carajás foi a vitória de um Brasil grande sobre um Brasil que insiste em ser minúsculo. É uma prova incontestável de que Deus não só nasceu no Brasil, como também permitiu que parcela majoritária da riqueza natural fosse brasileira.”

“Carajás carrega um grande mérito. O empreendimento inaugurou uma nova mentalidade no país. As componentes econômicas tiveram o mesmo peso das ambientais e sociais. Poderíamos ter enfiado os operários em umas cafuas miseráveis, como se fazia antigamente. Não precisávamos ter nos preocupado com a educação nem preservar as condições ambientais locais. Economizaríamos alguns milhares de dólares, uma ninharia diante da grandeza do projeto, e criaríamos um favelão.”

Meio Ambiente

“Naquela época, ninguém se preocupava com protecionismo ambiental. Quem falasse em conservação era colocado em uma camisa-de-força. Sempre fui interessado nas chamadas ciências da natureza, talvez por esse encantamento, eu diria até paixão, pela botânica e todo o seu universo de interesses.”

“Para a sorte da espécie humana, o pensamento evoluiu a ponto de tornar disseminada a compreensão do porque ‘verde, que te quero verde.”

“O caso da água é um dos mais ilustrativos. O Brasil é riquíssimo nesse recurso. É dono de uma das maiores reservas do planeta, mas não a gerencia de modo racional. A água industrial no Brasil é a mais cara do mundo. Existem alguns estados da federação que, se forem atingidos por uma seca de maior duração, terão problemas inclusive de água potável.”

“Uma outra variável que não podemos perder de vista é a nossa biodiversidade, praticamente subutilizada e muitas vezes maltratada. Saber como arrancar o fruto do pé também é um fator de sustentabilidade.”

A Alemanha é paupérrima em biodiversidade; vive de inteligência. Por quê o Brasil, abençoado pela própria natureza, não pode conjugar esses dois fatores?”


Postar comentário