O "Ceder Jamais" de Winston Churchill

J. Sabiá - redacao@revistaecologico.com.br
Memória Iluminada
Edição 104 - Publicado em: 19/02/2018

Este ano, completam-se 53 anos da morte do ex-primeiro-ministro britânico Winston Churchill. Conhecido por ter comandado a resistência inglesa ao nazismo na Segunda Guerra Mundial, ele era dono de um senso de humor irônico e sarcástico.

Controverso, foi criticado por defender o uso de armas químicas contra povos como indianos e revolucionários russos e até foi acusado de racismo. Parte da vida do orador e estadista venerado pelos britânicos foi retratada recentemente no filme “O Destino de Uma Nação”, que tem sua história centrada no período em que, já eleito primeiro-ministro, Churchill instigou a resistência da Europa contra a tirania de Adolf Hitler.

Mesmo com os companheiros políticos se mostrando inflexíveis em defender um acordo com o líder nazista e acreditando numa possibilidade remota de derrotá-lo, o filme evidencia o que Churchill fazia de melhor: mostrar coragem e disciplina. Principalmente depois da derrota militar de Dunquerque, em 1940, quando tropas britânicas bateram em retirada na costa atlântica francesa.

Churchill, que serviu ao exército britânico e atuou em conflitos em Cuba, Índia e África do Sul, nasceu em 30 de novembro de 1874, em uma família nobre. Seu pai, Lorde Randolph, foi ministro da Fazenda da Grã-Bretanha em 1885, cargo que o filho ocuparia 40 anos mais tarde.

Casado com a socialite norte-americana Jennie Jerome e pai de dois filhos, Churchill se destacava pelos discursos memoráveis, como o que proferiu a alunos da Harrow School, em Londres (leia a seguir), anos depois de vencida a guerra.

Foi lá que ele disse sua frase-conselho mais famosa:

“Ceder, jamais!”.

Ele também se destacou na literatura: foram mais de 40 livros publicados. Em 1953, ganhou o Prêmio Nobel de Literatura pela série “A Segunda Guerra Mundial”, um volume de seis obras em que descreve suas memórias da época do conflito.

Confira, a seguir, alguns pensamentos deste grande líder político, eleito em pesquisa realizada pela rede de TV inglesa BBC como o “maior britânico de todos os tempos”:

l PROBLEMAS

“Problemas que vêm com a vitória são mais agradáveis do que os da derrota. Mas igualmente difíceis.”

l VITÓRIA

“Vocês perguntam: ‘Qual é a nossa meta?’ Posso responder numa única palavra: vitória. Vitória a todo custo. Vitória apesar de todo o terror. Por mais longo e difícil que o caminho possa ser, se, pois, sem vitória não há sobrevivência.”

l CAPITALISMO x SOCIALISMO

“O vício inerente ao capitalismo é a distribuição desigual de benesses. O do socialismo é a distribuição por igual das misérias.”

l PREFERÊNCIA

“Eu prefiro ver as finanças menos arrogantes e indústria com mais capacidade.”

l FAZER

“Não adianta dizer ‘estamos fazendo o melhor que podemos’. Temos de conseguir o que seja necessário.”

l TRABALHO

“Não tenho outra coisa a oferecer a não ser sangue, sofrimento, lágrimas e suor.”

l HITLER

“Se Hitler invadisse o inferno, eu, pelo menos, faria uma referência favorável ao diabo na Câmara dos Deputados.”

“Hitler sabe que terá de nos vencer nesta ilha ou perder a guerra. Se pudermos resistir a ele, toda a Europa será livre e a vida no planeta poderá seguir adiante para horizontes abertos e ensolarados. Mas, se nós cairmos, então o mundo inteiro, incluindo os Estados Unidos, incluindo tudo o que conhecemos e o que gostamos, vai afundar no abismo de uma nova Idade das Trevas, ainda mais sinistra e talvez mais prolongada pelo uso de uma ciência pervertida.

Que nós nos unamos para cumprir nosso dever, e desta forma nos elevemos de tal forma que, se o Império Britânico e sua comunidade britânica durarem mil anos, as pessoas ainda digam: ‘aquele foi seu melhor momento!’.”

l DEMOCRACIA

“É a pior forma de governo, salvo todas as demais formas que têm sido experimentadas de tempos em tempos.”

“A democracia é o pior dos regimes políticos, mas não há nenhum sistema melhor que ela.”

l POLÍTICA

“É quase tão excitante quanto a guerra, e quase tão perigosa quanto. Na guerra, você morto uma vez, mas, em política, várias vezes.”

“A política é a habilidade de prever o que vai acontecer amanhã, na semana que vem, no mês que vem. E ter a habilidade de explicar depois porque nada daquilo aconteceu.”

l GRANDEZA

“O preço da grandeza é a responsabilidade.”

l VERMES

“Todos nós somos vermes. Mas acredito que sou um verme com brilho.”

l BAJULADOR

“Um bajulador é aquele que alimenta um crocodilo e que espera comê-lo no final.”

l INIMIGOS

“Você tem inimigos? Bom. Significa que você brigou por algo alguma vez na vida.”

l VERDADE

“Durante a guerra, a verdade é tão preciosa que ela deveria ser sempre acompanhada de mentiras como guarda-costas.”

“Uma pessoa de vez em quando tropeça sobre a verdade, mas na maioria das vezes se levanta e continua andando.”

l FANATISMO

“Um fanático é uma pessoa que não pode mudar de opinião e que não muda de assunto.”

l MENTIRA

“A mentira roda meio mundo antes da verdade ter tido tempo de colocar as calças.”

l PRINCÍPIOS

“Algumas pessoas mudam de partido em defesa de seus princípios. Outros mudam de princípios em defesa de seu partido.”

l ZOMBARIA

“Não zombe das bobagens que os outros dizem. Podem representar uma oportunidade para você.”

l PALAVRAS

“As palavras antigas são as melhores. As breves, as melhores de todas.”

“Engolir as más palavras que não se dizem nunca fez mal a ninguém.”

“Ninguém tem dor de estômago por engolir as palavras cruéis que deixou de dizer.”

l SABEDORIA

“Nunca cedas, exceto a convicções de honra e bom senso.”

l PRISIONEIRO

“Um prisioneiro de guerra é um homem que tenta lhe matar e falha. E então pede a você que não o mate.”

l SEGREDO

“O meu segredo de longevidade é o esporte. Nunca o pratiquei.”

l ÁRVORES

“As árvores solitárias, quando conseguem crescer, crescem fortes.”

l SUCESSO

“O sucesso consiste em ir de fracasso em fracasso sem perder o entusiasmo.”

“Sucesso não é o final. Fracasso não é algo fatal. É a coragem para continuar que conta.”

l EXEMPLO

“Vivemos com o que recebemos, mas nossa vida é marcada pelo que damos.”

l OTIMISTA

“Sou um otimista. Não parece adiantar muito ser outra coisa qualquer.”

“O otimista vê uma oportunidade em cada calamidade. Um pessimista vê uma calamidade em cada oportunidade.”

“A política é a habilidade de prever o que vai acontecer amanhã, na semana que vem, no mês que vem. E ter a habilidade de explicar depois porque nada daquilo aconteceu.”


Postar comentário