> Notícias

Estande feito com madeira reutilizada é premiado na Inglaterra


font_add font_delete printer
Espaço WWF no CasaPark. Foto:Gilberto Cardoso

Espaço WWF no CasaPark. Foto:Gilberto Cardoso

Espaço do WWF-Brasil, instalado no Shopping CasaPark, em Brasília, foi destaque em duas categorias

21/06/2018

Um projeto de arquitetura e construção sustentáveis, viabilizado pelo WWF-Brasil e instalado no Shopping CasaPark, em Brasília (DF), foi premiado na Inglaterra por seu caráter inédito e pioneiro.

Trata-se do “Espaço WWF” – um estande de 20 metros quadrados, dedicado a trabalhos de Educação Ambiental e mobilização pela sustentabilidade – que venceu o Green Apple Awards nas categorias de “ambiente construído” e “patrimônio arquitetônico”. 

O Green Apple Awards é uma premiação britânica, concedida todos os anos desde 1994, com objetivo de reconhecer, recompensar e promover boas práticas ambientais ao redor do mundo. Ela é promovida pela The Green Organisation.

Como parte da premiação, o projeto do “Espaço WWF” será incluído no The Green Book, publicação anual distribuída gratuitamente para formadores de opiniões e grandes instituições europeias. As iniciativas premiadas e catalogadas também serão apresentadas em eventos públicos promovidos na Turquia e no parlamento britânico ainda este ano.

Além disso, os responsáveis pelo projeto ganham convites para a cerimônia oficial de premiação – que acontece em 16 de julho, na Royal Academy of Dramatic Arts, em Londres. Os responsáveis passam, ainda, a ser Green World Ambassadors, representando o Brasil na premiação e com possibilidade de participar das votações que apontam os vencedores da edição 2019 do prêmio.

Projeto vencedor

O Espaço WWF, que esteve disponível à visitação pública de março a dezembro de 2017, era um espaço de 20 metros quadrados, feito com madeira reutilizada. Antes de compor o espaço, as peças foram usadas na fachada da entrada principal da Casa Cor Brasília 2016.

A proposta era mostrar as possibilidades disponíveis de reaproveitamento de madeira no Brasil, colocando em prática os conceitos de sustentabilidade e de exploração responsável dos recursos naturais. O índice de aproveitamento da fachada no Espaço WWF foi de 90%, segundo os responsáveis técnicos pela obra.

O espaço tinha um teto que avançava sobre as áreas comuns do shopping, totalizando uma área de 115 metros quadrados. A intervenção no telhado do centro de compras era uma proeza da engenharia, sendo a primeira viga estrutural em madeira com dupla curvatura do Brasil.

Mudanças climáticas

Para o especialista de conservação do WWF-Brasil Ricardo Russo, o uso da madeira na construção é assunto-chave para o futuro do planeta. “Não há como imaginar que, nos próximos anos, continuaremos a usar concreto e cimento como base da indústria da construção. O uso da madeira nesse setor é uma discussão séria e importante em outros países, que dialoga com a questão das mudanças climáticas”, disse Ricardo.

Até o ano passado, o WWF-Brasil desenvolveu o Programa Madeira Legal, que promovia o uso sustentável da madeira na construção civil.

Fonte: WWF


Compartilhe




Outras Notícias