> Notícias

Parque do Iguaçu bate recorde de visitação


font_add font_delete printer
Na comparação com 2016, o crescimento da visitação em 2017 foi de 15%. Os brasileiros lideram o ranking com 992.038 visitas. Na sequência dos países com mais representatividade estão, respectivamente: Argentina, Paraguai, França, Alemanha, Estados Unidos, Espanha, Uruguai, Inglaterra, China e Peru.Foto: Divulgação

Na comparação com 2016, o crescimento da visitação em 2017 foi de 15%. Os brasileiros lideram o ranking com 992.038 visitas. Na sequência dos países com mais representatividade estão, respectivamente: Argentina, Paraguai, França, Alemanha, Estados Unidos, Espanha, Uruguai, Inglaterra, China e Peru.Foto: Divulgação

É a maior visitação já registrada na unidade de conservação, que teve crescimento de 15% em 2017, na comparação com 2016


04/01/2018

Mais de um milhão e 788 mil pessoas, de 166 países, se conectaram à natureza do Parque Nacional do Iguaçu, no Paraná, durante o ano de 2017. É a maior visitação já registrada na unidade de conservação administrada pelo Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio).

Na comparação com 2016, o crescimento da visitação em 2017 foi de 15%. Os brasileiros lideram o ranking com 992.038 visitas. Na sequência dos países com mais representatividade estão, respectivamente: Argentina, Paraguai, França, Alemanha, Estados Unidos, Espanha, Uruguai, Inglaterra, China e Peru.

O Iguaçu, que tem como principal atração as Cataratas, é o segundo parque nacional mais visitado do país, ficando em número de visitantes atrás apenas do Parque Nacional da Tijuca (RJ), que recebe mais de três milhões de pessoas por ano.

Para Ivan Baptiston, chefe do Parque Nacional do Iguaçu, o desafio diário da administração é melhorar as experiências dos visitantes e, ao mesmo tempo, zelar e garantir a conservação da biodiversidade. A unidade de conservação é tombada como Patrimônio Natural da Humanidade e abriga as Cataratas do Iguaçu, na fronteira entre Brasil e Argentina.

“Acredito que as pessoas estejam buscando mais lugares que possibilitem experiências transformadoras com contato direto com a natureza. Isso os visitantes encontram no parque com a beleza cênica, na riqueza da floresta, nos passeios e nas vivências que experimentam no local. Um segundo ponto a ser destacado é o trabalho desenvolvido no parque, como a infraestrutura, qualidade do atendimento ao visitante, envolvimento com todos os atores da sociedade e uma comunicação acertada de tudo isso para o mundo”, afirmou Baptiston.

Destino para ecoturismo – A visita ao parque é considerada tendência mundial para o ano de 2018, conforme relatórios das maiores plataformas de viajantes do mundo na internet, entre elas o TripAdvisor, Expedia e Skyscanner. A experiência e a avaliação dos viajantes que estiveram no Parque Nacional do Iguaçu durante o ano vão estimular milhares de pessoas, afirmam os portais, que monitoram escolhas e tendências de turistas no planeta.

Por que é tendência? – A conservação da natureza é apontada pelos viajantes nas plataformas online como a melhor experiência, aquela que supera as expectativas, seguida por: cenário encantador das Cataratas do Iguaçu, belas paisagens e interações dentro do parque, magia das três Fronteiras, elegância da cidade, história, popularidade, serviços de qualidade, facilidade de acesso, etc.

Melhorias – “O ano de 2017 foi um ano espetacular para o Parque Nacional do Iguaçu. Conseguimos potencializar os ganhos ambientais e melhorar os serviços aos nossos visitantes. A população de onças-pintadas, animal símbolo da unidade, cresceu cerca de 70%. Tudo isso é fruto do trabalho internacional dos parques do Brasil e Argentina”, completou Baptiston.

 

O aumento da população de onças-pintadas significa equilíbrio. Segundo Ivan, o animal é considerado de topo da cadeia alimentar. “Se aumenta a população de onça, é sinal que o ambiente está equilibrado, ou seja, o parque está com os seus serviços ecossistêmicos perfeitos”, informou.

“Fizemos mais parcerias na região com as comunidades vizinhas ao parque, potencializamos a gestão participativa com nosso conselho consultivo e nas relações com as comunidades do entorno, realizamos importantes discussões sobre o plano de manejo e estamos trabalhando para implementar mais melhorias contínuas”, avaliou o chefe da unidade.

Parceria de sucesso – O Parque Nacional do Iguaçu é administrado pelo Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), órgão federal responsável pela administração das unidades de conservação do Brasil. Desde o ano de 1999, o Parque Nacional do Iguaçu conta com gestão dos serviços de visitação turística do Grupo Cataratas.

Confira o histórico da visitação anual ao Parque Nacional do Iguaçu nos últimos cinco anos:

2017: 1.788.922

2016: 1.560.792

2015: 1.642.093

2014: 1.550.607

2013: 1.518.876

 

Fonte: ICMBio


Compartilhe




Outras Notícias