> Notícias

Canteiro da restinga reabre renovado no Jardim Botânico


font_add font_delete printer
Visitação, no Rio de Janeiro, será retomada a partir do 15 de novembro. Foto: Domínio Público

Visitação, no Rio de Janeiro, será retomada a partir do 15 de novembro. Foto: Domínio Público

Visitação, no Rio de Janeiro, será retomada a partir do 15 de novembro


13/11/2017

O Canteiro da Restinga do Jardim Botânico do Rio de Janeiro reabre para visitação nesta quarta-feira (15/11), depois de obras de revitalização, manejos e introdução de novas espécies. O local também ganhou placas informativas e novos bancos para que os visitantes possam apreciar a paisagem junto às pitangueiras. Foram introduzidas ainda 20 espécies, das quais 14 são novas na coleção do Jardim Botânico.

Restinga é o termo que designa vegetações costeiras existentes em quase 80% do litoral brasileiro. São áreas que se caracterizam pela influência marinha, solo arenoso e insolação direta, entre outros fatores.

Para receber as espécies de restinga, foram colocados 100m3 de areia no Canteiro 35 A e mais 50m3 estão destinados a completar o Canteiro 35 B. Além disso, algumas árvores foram manejadas, de forma a abrir espaço para que a luz solar chegue às plantas.

Mais do que apenas uma nova atração, o projeto de revitalização do Canteiro da Restinga visa contribuir para a conservação das espécies, que é parte fundamental da missão do Jardim Botânico do Rio de Janeiro.

Para isso, o grupo de pesquisa intitulado "Biodiversidade, conservação e uso sustentável dos recursos vegetais de restinga" está envolvido em todas as etapas do projeto. O grupo é formado pelos pesquisadores Cyl Farney Catarino de Sá, Viviane Stern da Fonseca-Kruel, Antônio Carlos Silva de Andrade, Dorothy Sue Dunn de Araújo e Amanda Silva da Rosa Carvalho.

“A restinga é um ecossistema bastante afetado pela expansão urbana litorânea, que ameaça de extinção diversas espécies de sua flora e fauna. Por isso, a conservação das espécies e dos remanescentes de restinga é considerada prioritária”, explicou o coordenador.
 

Fonte: Jardim Botânico 


Compartilhe




Outras Notícias