> Notícias

IEF integra expedição que mapeia situação de reservas naturais em Minas


font_add font_delete printer
Foram percorridos, ao todo, 1.950 km, em 22 municípios mineiros, recolhendo informações e levantando dados nos diferentes espaços ambientais. Foto: UFMG

Foram percorridos, ao todo, 1.950 km, em 22 municípios mineiros, recolhendo informações e levantando dados nos diferentes espaços ambientais. Foto: UFMG

Objetivo é avaliar o impacto das unidades de conservação ambiental no Território Norte

 

10/10/2017

De um lado, redutos naturais de rara beleza e grande importância para a fauna e flora sujeitos à exploração humana. De outro, a necessidade de preservá-los. Essas duas vertentes reúnem profissionais de diferentes campos de atuação em uma frente de atuação que tem a finalidade identificar a necessidade de ações conjuntas para a promoção do cuidado com os ecossistemas do território mineiro.

Profissionais que têm o meio ambiente como causa comum integraram a 5ª Expedição do Programa Caminhos dos Gerais e percorreram atrativos naturais do Território Norte. Entre eles, destacam-se sítios arqueológicos com pinturas rupestres, cavernas como a Gruta do Janelão, os complexos de lagoas e veredas e o pantanal mineiro, além dos balneários do Rio Catulé e do Rio Pandeiros, com três cachoeiras próximas.

Foram percorridos, ao todo, 1.950 km, em 22 municípios mineiros, recolhendo informações e levantando dados nos diferentes espaços ambientais. O próximo passo será elaborar um documento com o diagnóstico encontrado nas regiões visitadas.

Além da Prefeitura de Montes Claros e do IEF, participaram da atividade representantes da Universidade Estadual de Montes Claros (Unimontes), do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) e das universidades federais de Minas Gerais (UFMG) e do Vales do Jequitinhonha e Mucuri (UFJM) e da Unesco.

 

Novas expedições

A Secretaria de Meio Ambiente de Montes Claros prevê a realização de uma nova expedição, desta vez, na região de Matias Cardoso. A proposta é integrar a atividade às celebrações do Dia dos Gerais, em 8 de dezembro, quando comumente a capital mineira é transferida para a cidade do Território Norte. A região conta com três unidades de conservação, em função de um contrato de compensação pela instalação do Projeto Jaíba.

 

Fonte: Agência Minas


Compartilhe




Outras Notícias