> Notícias

Idec lança nova versão do Mapa de Feiras Orgânicas


font_add font_delete printer
A plataforma, agora, fornece uma seção de Receitas e uma Biblioteca, que reúne diversos conteúdos sobre agroecologia, produção orgânica e alimentação saudável. Imagem: Reprodução/Idec

A plataforma, agora, fornece uma seção de Receitas e uma Biblioteca, que reúne diversos conteúdos sobre agroecologia, produção orgânica e alimentação saudável. Imagem: Reprodução/Idec

Plataforma é colaborativa e facilita o acesso a alimentos orgânicos e agroecológicos  

 

13/09/2017

O Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor (Idec) lançou a nova versão do Mapa de Feiras Orgânicas, durante o X Congresso Brasileiro de Agroecologia, nesta terça-feira (12/09), em Brasília. A ferramenta foi criada em 2012 e tem como objetivo estimular a alimentação saudável e mostrar que produtos orgânicos e agroecológicos podem ser mais acessíveis aos consumidores. 

Com as atualizações, o usuário pode realizar a sua busca por região, estado e município, e utilizar a opção de localização para ver onde estão as feiras perto de sua referência. Além disso, também é possível filtrar as iniciativas por tipo: Feiras Orgânicas ou Agroecológicas, Grupos de Consumo Responsável e Comércios Parceiros de Orgânicos. 

Outra novidade é que o conteúdo também foi ampliado: agora, é possível encontrar uma seção de Receitas e uma Biblioteca, que reúne diversos conteúdos sobre agroecologia, produção orgânica e alimentação saudável.

Para a nutricionista e pesquisadora do Idec, Mariana Garcia, o Mapa de Feiras é uma forma de criar relações mais próximas e saudáveis entre os consumidores e agricultores, estimular a economia local e não prejudicar o meio ambiente. 

“Com essa nova versão, buscamos aprimorar a experiência dos usuários. E para que as informações se mantenham atualizadas e corretas, é importante que ocorra a participação e a colaboração de todos que utilizam o Mapa de Feiras Orgânicas”, conclui Garcia.  

 

Acesse aqui nova versão do Mapa de Feiras Orgânicas.

 

Fonte: Idec

 


Compartilhe




Outras Notícias