> Notícias

Projeto amplia censo de papagaios-de-peito-roxo


font_add font_delete printer
Papagaios foram identificados no Sul e Sudeste do Brasil e em países como Argentina e Paraguai - Foto:Vanessa Kannan

Papagaios foram identificados no Sul e Sudeste do Brasil e em países como Argentina e Paraguai - Foto:Vanessa Kannan

13/06/2017

Mais de quatro mil aves da espécie papagaio-de-peito-roxo (Amazona vinacea) foram localizadas este ano no Brasil, pelo Projeto Charão. A ave é uma das espécies da fauna silvestre típica da Mata Atlântica, que está ameaçada de extinção devido à perda de seu habitat natural, principalmente das florestas com Araucárias, que contam com menos de 3% de sua cobertura original.

A fim de pensar em estratégias de conservação da espécie, o Projeto Charão iniciou em 2015 censos anuais para determinar a população total dessas aves. Naquele ano, foram identificados apenas 2.857 indivíduos, contemplando regiões que vão do Rio Grande do Sul até Minas Gerais. Contudo, os censos de 2016 e 2017 revelaram um aumento significativo no número papagaios avistados e de sua área de ocupação.

Na última coleta de dados, realizada entre abril e maio deste ano, a maioria das aves foi localizada na Região Sul do Brasil, sendo que cerca de 64% estavam em Santa Catarina. Foram identificados papagaios-de-peito-roxo também em Minas, Espírito Santo, São Paulo, Paraná, Rio Grande do Sul e em países como Argentina e Paraguai.

Além da coleta de dados, a estratégia de proteção da espécie incluiu instalar caixas-ninho nas florestas, para enfatizar a importância da manutenção das árvores velhas e ocadas aos proprietários de terras. A ação também auxilia na reprodução da espécie e incentiva a criação de áreas naturais.

De acordo com Jaime Martinez, coordenador do Projeto Charão e membro da Rede de Especialistas em Conservação da Natureza, a cada ano é possível chegar mais perto da atual área de distribuição geográfica do papagaio-de-peito-roxo. “O programa aproximou a participação de um grande número de pessoas e instituições ao longo do território brasileiro”, afirma Martinez.

Plano de Ação Nacional para a Conservação dos Papagaios da Mata Atlântica

O Projeto Charão faz parte do Programa Nacional para a Conservação do papagaio-de-peito-roxo, que conta com apoio da Fundação Grupo Boticário de Proteção à Natureza, com sede em Curitiba (PR). De acordo com a diretora-executiva da Fundação, Malu Nunes, as ações desse programa estão entre as necessidades indicadas no Plano de Ação Nacional para a Conservação dos Papagaios da Mata Atlântica, o chamado PAN dos Papagaios, que envolve o papagaio-de-peito-roxo e outras quatros espécies (papagaio-charão, papagaio-de-cara-roxa, papagaio-verdadeiro e chauá).

Sobre a Fundação Grupo Boticário

A Fundação Grupo Boticário de Proteção à Natureza é uma organização sem fins lucrativos, cuja missão é promover e realizar ações de conservação da natureza. Desde a sua criação, a organização já apoiou 1.510 projetos de 496 instituições em todo o Brasil. A instituição tem atuação nacional e, além de sua sede em Curitiba (PR), conta com as seguintes unidades: Reserva Natural Serra do Tombador, em Cavalcante (GO); Reserva Natural Salto Morato, em Guaraqueçaba (PR); e Estação Natureza Pantanal, em Corumbá (MS).

Conheça a fundação.

 


Compartilhe




Outras Notícias