> Notícias

Assembleia Geral diz que sustentabilidade é investimento de longo prazo


font_add font_delete printer
Painel solar na província de Uvs, na Mongólia - Foto: ONU/E. Debebe

Painel solar na província de Uvs, na Mongólia - Foto: ONU/E. Debebe

19/04/2017 - por Leda Letra, da ONU News em Nova Iorque

O presidente da Assembleia Geral da ONU promoveu nesta terça-feira um evento de alto nível sobre financiamento para os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, ODSs. O encontro contou com a presença da vice-secretária-geral Amina Mohammed.

As 17 metas buscam erradicar a fome e a pobreza e garantir que todos tenham acesso à educação, à saúde e um meio ambiente melhorado. Segundo o presidente do órgão, Peter Thomson, o cumprimento dos ODSs exige um investimento de US$ 6 trilhões ao ano, ou US$ 90 trilhões até 2030.

Desafios

Thomson explicou que cada vez mais, a "sustentabilidade é reconhecida no mundo como a melhor lógica de negócios de longo prazo". Mas o presidente da Assembleia Geral falou sobre o desafio de conseguir recursos e fazer a transição para uma economia sustentável e inclusiva.

Para ele, "a química do sucesso depende de equações que alinhem essa lógica com a superação desse desafio".

Setor Privado

Sem ações neste sentido, Thomson teme que o futuro da humanidade seja colocado em risco.

Ele também lembrou que o setor privado precisa estar envolvido nos investimentos para os ODSs, por ter "a custódia dos maiores conjuntos de recursos do mundo e ser a força do empreendedorismo e da inovação".

O presidente da Assembleia Geral mencionou previsões de que US$ 12 trilhões em oportunidades de negócios podem ser gerados até 2030 com ações nos seguintes setores: alimentação e agricultura; cidades; energia e recursos e saúde e bem-estar.

Revista sobre meio ambiente e sustentabilidade


Compartilhe




Outras Notícias