> Edições Anteriores > Somos todos vencedores > INOVAÇÃO AMBIENTAL

Quarta, 21 de dezembro de 2016

Estímulo inovador e sustentável

Inseed anuncia parceria com SENAI para impulsionar o desenvolvimento de startups de base tecnológica

Iaçanã Woyames - redacao@revistaecologico.com.br



font_add font_delete printer

Gestora de recursos focada em empresas inovadoras com alto potencial de crescimento, a Inseed Investimentos firmou parceria com o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI) para impulsionar o desenvolvimento de startups de base tecnológica. O acordo de cooperação abrange o apoio no desenvolvimento de inovações de produto ou processo de startups de base tecnológica, micro, pequenas e médias empresas industriais. Também faz parte o desenvolvimento de ações conjuntas para a disseminação da cultura da inovação e o fortalecimento de ecossistemas locais.

Alexandre Alves, diretor da Inseed Investimentos, explica ainda que a parceria se concretizará na utilização dos centros de tecnologia do SENAI pelas empresas já investidas pela Inseed. “Com a aproximação, a utilização desta infraestrutura será facilitada. Além disso, as empresas investidas pela Inseed têm inovação em seu DNA e algumas delas trabalham em cima da pauta de inovação industrial”, destaca. Outro momento que a parceria se desenhará é na entrada de startups para o ambiente do SENAI, seja por meio dos editais de inovação promovido pela Instituição seja pela atração das empresas que buscam seus centros de tecnologia.  

A ideia é que o convênio facilite o acesso dessas empresas que participam do “Edital SENAI/SESI de Inovação” aos fundos geridos pela Inseed, como o Criatec 3 e o FIMA. “A parceria, além de contribuir com os programas de inovação do sistema CNI/SENAI, favorece a análise e a seleção de empresas que receberão investimentos desses fundos. O Fundo de Inovação Ambiental (FIMA)foi o primeiro destinado ao segmento de inovação tecnológica sustentável do Brasil, com R$ 165 milhões de capital comprometido. E tem foco em negócios que possuem soluções aplicadas ao meio ambiente. Já o Criatec 3 é considerado o maior fundo de apoio ao empreendedorismo e inovação para o desenvolvimento de empresas early stage no Brasil”, explica Alexandre. Desta forma, a parceria além de contribuir com os programas de inovação do sistema CNI / SENAI, favorece a análise e a seleção de empresas que receberão investimentos desses fundos.

Para o diretor-geral do SENAI, Rafael Lucchesi, o objetivo do acordo é estimular o crescimento dessas empresas, que são motores do desenvolvimento da inovação no país.

 

Senai e meio ambiente

Avaliar e auxiliar os projetos de viabilidade técnica das investidas da Inseed é outro trabalho previsto no acordo de cooperação. E, para isso, alguns dos Institutos que serão muito utilizados pelo FIMA são os de tecnologia para o Meio Ambiente do SENAI. Com destaque para o de Belo Horizonte (MG), localizado no bairro Horto. O espaço oferece soluções integradas em medições ambientais, tecnologias sustentáveis aplicadas a processos e recuperação ambiental, com foco nas indústria de mineração, metalurgia e alimentos.

O Instituto, por meio de consultores e de uma rede de laboratórios, recebe demandas de empresas que buscam se adequar à legislação e à necessidade de preservação ambiental. “Como principal desafio, o Instituto busca associar sustentabilidade ao fortalecimento econômico, atuando em setores de significativa representatividade para a economia mineira, como a mineração e a metalurgia”, explica  Marcos Tannús, diretor do Instituto SENAI de Tecnologia em Meio Ambiente.

O ministro Gilberto Kassab;  Pedro Wongtschowski, do Grupo Ultra, representando o presidente da CNI, Robson Andrade; Alexandre Alves; e Rafael Lucchesi, diretor do Senai e do Sesi: cooperação sustentável e tecnológica - Divulgação Senai

Segundo ele, o SENAI oferece consultoria e tecnologia para empresas crescerem de forma eficiente e sustentável em um mundo cada vez mais competitivo. O corpo técnico do SENAI dá área de Meio Ambiente ajuda a iniciativa privada a obter, por exemplo, licenças ambientais, certificação de padrões internacionais de qualidade e implementação de políticas de preservação ambiental com maximização dos resultados.

Segundo ele, o Instituto atua ainda em projetos de pesquisa e inovação, diagnósticos e serviços na área ambiental, promovendo o desenvolvimento sustentável associado ao incremento econômico. “Em razão da sua inerente transversalidade, promove soluções integradas para a melhoria dos processos produtivos e na recuperação ambiental em consonância à legislação vigente, atua na difusão e transferência de tecnologias e na resolução de gargalos das distintas cadeias produtivas mineiras, em especial nos segmentos de água, mineração, metalurgia e de alimentos e bebidas”, destaca.

Um dos exemplos de trabalho do Instituto no último ano foi junto ao Instituto Mineiro das Águas (IGAM) para o monitoramento das águas do Estado de Minas Gerais, no âmbito do projeto Água Minas. O IST, por exemplo, é o responsável pelo monitoramento emergencial da bacia do Rio Doce. Desde o acidente com a barragem do Fundão, em Bento Rodrigues, distrito de Mariana, o Instituto realiza a coleta e análises da água.

O Centro possui uma infraestrutura laboratorial moderna, bem equipada, realizando ensaios acreditados junto ao Instituto Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade Industrial (INMETRO). O IST em Meio Ambiente possui ainda uma carteira expressiva de clientes incluindo variados setores da economia: indústria extrativa mineral, alimentícia, indústria metalúrgica, comércio, instituições de saúde, concessionária de água e esgoto, concessionárias de energia elétrica, instituições públicas, laboratórios, entre outros.

Segundo Tannús, “a área de meio ambiente é um vasto campo para a inovação, uma vez que parte do princípio da interdisciplinaridade, inerente à questão ambiental. A busca pela sustentabilidade é urgente e demanda eficiência tecnológica, experimentação constante e inovação, instigada sobretudo pela crescente demanda por produtos menos agressivos ao meio ambiente e processos mais limpos”.

O diretor acrescenta ainda que o Instituto poderá agregar muito aos Fundos geridos pela Inseed, já que o Instituto tem expertise de apoiar os projetos de inovação devido ao Edital Sesi/ Senai de Inovação.


Fique por dentro

O Fundo FIP INSEED FIMA - Fundo de Inovação em Meio Ambiente tem R$ 165 milhões de capital comprometido para aportar em até 20 empresas de tecnologias limpas. Desde 2012, a INSEED Investimentos, gestora do Fundo, prospectou 1.271 empresas e 12 desenvolveram seu projeto de investimento. Já foram aprovados R$ 36,2 milhões em sete empresas. Alexandre Alves, diretor de prospecção da INSEED, explica que a estratégia Fundo contempla três eixos de investimento:

Soluções Ambientais: gestão e recuperação de resíduos sólidos, reúso e tratamento de água e efluentes, descontaminação do solo e recuperação de paisagens e despoluição do ar e redução da poluição sonora.

Tecnologias Avançadas: gestão e uso sustentável de energia, materiais alternativos, construções verdes e agropecuária sustentável.

Novos Modelos de Negócios: serviço de logística e mobilidade urbana, ecofranquias e novos projetos e desenho de produtos e serviços sustentáveis.

Informações e inscrições pelo site:

www.inseedinvestimentos.com.br/fima


Fique por dentro

Edital Sesi Senai de inovação

A iniciativa visa valorizar a prática de inovação no país, financiando o desenvolvimento de novos produtos, processos e serviços.

O edital é voltado a empresas de todos os portes e startups de base tecnológica que, em parceria com pelo menos uma Unidade Operacional do Senai ou Sesi, desejam desenvolver  e implementar um projeto inovador.

Os interessados em participar poderão enviar propostas durante todo o ano. Os resultados serão divulgados em três momentos e as ideias não aprovadas podem ser aprimoradas e reenviadas.

O SENAI e o SESI vão disponibilizar, respectivamente, R$ 20 milhões e R$ 3,6 milhões divididos em projetos de até R$ 400 mil.

 

Os interessados podem acessar o link a seguir para fazer a sua inscrição: goo.gl/VdBwMg

 


Saiba mais

www.portaldaindustria.com.br

www.inseed.com.br

Compartilhe

Comentários

Nenhum comentario cadastrado

Escreva um novo comentário
Outras matérias desta edição