Segunda, 06 de junho de 2016

Ele, o Sr. Valter Zap

Roberto Francisco de Souza * redacao@revistaecologico.com.br



font_add font_delete printer

Dia desses meus ouvidos cansados de tanto absurdo foram brindados com um absurdo inesperado. Agora foi o jornalista Ricardo Boechat. Ele disse algo do tipo: “Bloqueia mesmo o WhatsApp, eles desrespeitaram a lei, precisam ficar bloqueados e pronto! Quem quiser continuar a usar aplicativo dessa natureza, que use o Telegram!”.

Façamos a anatomia do absurdo.

Eu, que trabalho há mais de 20 anos com inclusão digital, afirmo que as coisas não funcionam assim. Tomemos o exemplo do João, um nome imaginário para meu pedreiro real que conversa com seus clientes pelo aplicativo. João contrata e descontrata, combina e descombina pelo celular, sempre no WhatsApp. João não instalou o software. Alguém instalou para ele.

Mais trivial que pareça ser, boa parte da gente simples do mesmo tamanho que não tem mais telefone fixo e que descobriu o quanto economiza usando o seu Valter, como carinhosamente apelidei o dito cujo, sim, Valter Zap, ele mesmo, aceitou ajuda do filho, do sobrinho, de qualquer um mais jovem que meteu a candonga a funcionar num passe de mágica.

Aí vem um jornalista que eu até admiro, diz que o João sabe instalar o Telegram e avisa todo mundo de sua rede para instalar também. E todos viverão felizes para sempre, condenando aos píncaros do inferno o Bill Gates, o Zuckerberg e o Steve Jobs, que até já deve estar lá, a julgar pelas aparências, fazendo companhia ao tinhoso - Deus o livre!

Não funciona assim, gente! Não dá para brincar com a vida do povo simples que depende de ajuda familiar para usar tecnologia. É assim na minha família e, eu garanto, na sua também. Ninguém precisa ir para o inferno junto com os barões da tecnologia, isso não! Queria ver bloquear uma estrada porque uma concessionária não quer fornecer a foto do ladrão que passou no pedágio, isso eu queria!

A tecnologia está em todos os lugares e tem todos os sabores. E entrará cada dia mais na vida das pessoas sem que percebam. Só que ela, só ela, tem uma chavinha que pode, aqui e ali, ser desligada, parando todo mundo, parando o mundo! Já que tem a chave, o juiz usa. Afffff!

Sejamos sérios, gente! Tecnologia é um bem do povo. Prendam os desmandantes! Multem os desobedientes, mas, façam-me o favor, não mexam no queijo em que se transformou a tal da internet.

Este sou eu, cheio de indignadas exclamações!


Tech Notes

WhatsApp ou Telegram? http://goo.gl/kz50qw

Sobrevivendo ao bloqueio? http://goo.gl/vvxCR7

Quem se incomoda de verdade com o WhatsApp? http://goo.gl/e5Im6J


(*) Diretor-geral da Plansis, vice-presidente do Comitê para a Democratização da Informática (CDI) e diretor do Arbórea Instituto.

 

Compartilhe

Comentários

Nenhum comentario cadastrado

Escreva um novo comentário